< voltar
PEQUENOS PRODUTORES COBRAM ATITUDES DO GOVERNO ESTADUAL E FEDERAL PARA ENFRENTAR A CRISE DO LEITE
O impacto da importação do leite em pó de países vizinhos e a queda do preço do produto no mercado foi tema de mobilização dos pequenos agricultores do setor leiteiro na Casa Branca, sede do governo estadual dentro da Expointer.  Os produtores pedem uma audiência com o governo do estado e demonstram insatisfação com as políticas implementadas que acabaram gerando abandono, endividamento e desestímulo ao setor nos últimos dois anos.  


Presente na Expointer, o deputado Jeferson Fernandes, alerta que a crise no setor atinge produtores, familiares e toda economia dos municípios, pois a data do pagamento da nota do leite e das aposentadorias, na maioria dos municípios é a principal fonte de entrada de dinheiro. O parlamentar considera que a suspensão por 90 dias do decreto 53.059/2016, que trata do diferimento para importação de leite e não renovação do decreto 50.645/2013, válido até 31/08, atende em parte a demanda do setor, porém é insuficiente para resolver a crise “ O governo Sartori desmontou as políticas instituídas pelo governo Tarso, como por exemplo, Fundo de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Leite do Estado (Fundoleite) e Instituto Gaúcho do Leite que precisam ser reestruturadas com urgência”, defende. 


Jeferson Fernandes propõe que o governador deve ouvir as reivindicações e agir naquilo que lhe compete para buscar junto governo federal soluções, uma vez que essa crise atinge 100 mil famílias de pequenos agricultores no RS. “Isso poderia ter sido evitado se o governador tivesse ouvido os movimentos que a mais de 2 anos e 8 meses ainda não foram recebidos”, alerta. 




Conforme Pedrinho Signori, secretário geral da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (FETAG), a crise do setor, está vinculada diretamente a inoperância do governo federal e estadual que tem mantido o descaso com os produtores da agricultura familiar. Signori considera que o problema começa pelo descontrole da importação que resulta na queda do preço do leite e prejuízos ao produtor. “Essa política do governo é desastrosa, pois acaba desestimulando o agricultor. Muitos já estão desistindo e vendendo o rebanho inclusive”, diz Signori. 




O deputado Zé Nunes, coordenador do Grupo de Trabalho para discutir os problemas da cadeia do leite, na Comissão de Economia da Assembleia Legislativa, destacou que “estamos correndo o risco de perder anos e anos de trabalho”. Segundo ele, há setores, em nível nacional, que desejam o enfraquecimento da agricultura familiar. “Num país como o nosso, que possui uma enorme diversidade no campo, não dá para dizer que agricultura familiar e agronegócio são a mesma coisa, como querem alguns.”, diz deputado.
< voltar
Facebook
@Copyright Jeferson Fernandes
Inicial
|
Parlamentar
|
Notícias
|
Fotos
|
Publicações
|
Vídeos
|
Áudios
|
Links
|
Boletins
|
Contatos
|