< voltar
DEPUTADOS JEFERSON FERNANDES, STELLA FARIAS E PRESIDENTE DA UGEIRM ISAAC ORTIZ FAZEM DENÚNCIA À OEA
Os Deputados Jeferson Fernandes (PT/RS), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, Stela Farias (PT/RS), líder da bancada do PT, e o presidente da Ugeirm Sindicato, Issac Ortiz entregaram nesta terça-feira (24/10) em Montevideo, no Uruguai, denúncia detalhada sobre a crise no sistema prisional gaúcho. Os cortes nas políticas públicas para mulheres desde o início do governo Sartori, além de informações sobre a violência institucional utilizada na ocupação Lanceiros Negros também compuseram as denúncias. 


Os parlamentares foram recebidos pelo Comissário James Cavellaro, da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da OEA, e detalharam os problemas da situação que vivem os presos nas delegacias. A Ugeirm Sindicato encaminhou hoje uma cautelar que denuncia a situação das prisões e solicitaram a retirada imediata dos presos das delegacias e fim dos desvios de funções dos policiais. "Os policiais estão sem condições de trabalhar e adoecendo em função da prisão estar superlotada de presos. Esse problema precisa ser solucionado o mais rápido possível. destacou Ortiz.


O deputado Jeferson Fernandes (PT/RS) apresentou todos os detalhes da desocupação Lanceiros Negros, que resultou na sua prisão ilegal, no mes de junho. O documento com fotos e relatos foi entregue ao Comissário James Cavellaro, da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da OEA. 


A deputada Stela Farias (PT/RS) relatou à OEA a gravidade da situação dos presídios gaúchos, que remonta o período medieval e expõe toda a sociedade gaúcha à falta de segurança provocada pelo projeto político do governo Sartori.


O tema das políticas para as mulheres novamente foi denunciado. Na semana passada a ONU Mulheres,  já havia recebido um dossiê da CCDH sobre a situação de violação dos direitos humanos das mulheres pelo Estado Gaúcho. Hoje além do Comissário James Cavallaro receber o material, a Comissária Soledad Munhoz, relatora para os direitos das mulheres da OEA, também recebeu o dossiê que aponta a alta dos feminicídios, da violência sexual e da pobreza extrema em famílias chefiadas por mulheres, no RS. 


Entre os encaminhamentos além das medidas cautelares relativas as carceragens, a OEA já está trabalhando na denúncia da Desocupação Lanceiros Negros e propos ações articuladas com a ONU e o Congresso Brasileiro para a questão das mulheres. 


* Eduardo Silveira
Jornalista MTB 15466
WhatsApp: 99591-4529

Foto: Eduardo Silveira
< voltar
Facebook
@Copyright Jeferson Fernandes
Inicial
|
Parlamentar
|
Notícias
|
Fotos
|
Publicações
|
Vídeos
|
Áudios
|
Links
|
Boletins
|
Contatos
|